Qua. Jul 17th, 2024

O sal já foi um dos alimentos mais caros. O uso de sopa de repolho salgada na aldeia russa era considerado um sinal de prosperidade. Hoje, não apenas os alimentos não saudáveis incluem sal, mas também vegetais, carne e ovos de galinha. Os nutricionistas falam sobre os perigos do sal, porque em grandes quantidades faz parte de pratos nocivos – salsichas, batatas fritas ou enlatados… Eles praticamente não contêm nutrientes. Eles não contêm vitaminas e minerais, mas contêm uma grande quantidade de carboidratos e gorduras não saudáveis. Eles levam ao desenvolvimento de doenças do fígado, estômago, coração e vasos sanguíneos. Eles contêm não 5 gramas de sal, mas muito mais.

Sal e junk food

Sal em pequenas quantidades é bom para o corpo. Ele permite que você mantenha uma composição constante do sangue, e sua falta leva a doenças do coração e vasos sanguíneos, fraqueza nos músculos e articulações. Mas muito sal pode ter efeitos negativos para a saúde. Se uma pessoa consome muito sal, desenvolve inchaço e excesso de peso, problemas de pressão arterial.

O principal perigo de comer junk food é o excesso de sal e aditivos especiais que fazem a pessoa comer cada vez mais. Nada bom para o corpo, cabelo e pele são “lanches” tão populares como batatas fritas, biscoitos ou peixe salgado. A composição de batatas fritas e outros alimentos não saudáveis inclui não apenas sal e açúcar, mas também todos os tipos de sabores e intensificadores de sabor.

Ao preparar hambúrgueres, batatas fritas ou asas de frango, é usado o tipo de gordura mais prejudicial – as gorduras trans. E deliciosas costeletas fritas nesse óleo são feitas de carne com grande quantidade de hormônios de crescimento. Além disso, não se esqueça que realçadores de sabor e sabores também fazem parte dos hambúrgueres.

Alimentos como salsichas, salsichas e alimentos enlatados contêm quantidades insignificantes de carne ou peixe. As linguiças são feitas com subprodutos animais e soja geneticamente modificada. E a comida enlatada é praticamente um produto “morto” que contém vinagre, temperos, açúcar e sal.

Excesso de sal, açúcar, aditivos alimentares e gorduras trans ou soja são encontrados em quase todos os alimentos menos saudáveis. Eles têm um efeito negativo no corpo humano. Estar acima do peso está longe de ser a pior coisa que pode acontecer a uma pessoa que come alimentos salgados regularmente. A má nutrição leva a muitas doenças mais graves.

Os benefícios e malefícios do sal para o corpo humano

Benefícios e malefícios do sal para o corpo humano

Mesmo que os legumes ou a carne não sejam polvilhados com sal, podem ser consumidos escondidos. O sal está presente em grandes quantidades em marinadas, enlatados ou embutidos, sem falar nas batatas fritas. Comer alimentos salgados aumenta a pressão arterial. Isso acontece porque alimentos salgados provocam sede e retêm água no organismo.

Hoje, todos os tipos de aditivos químicos nocivos são amplamente utilizados na indústria alimentícia. Entre eles estão os antiaglomerantes, que permitem que o sal permaneça friável e adquira uma cor branca, enquanto a cor natural do sal é cinza. Outros produtos químicos adicionados ao sal destroem os micronutrientes benéficos.

Segundo alguns cientistas, o corpo humano envelhece mais rápido, inclusive devido ao consumo excessivo de sal. O trabalho dos vasos sanguíneos piora e a coagulação do sangue muda. Esta é a principal razão para a formação de coágulos sanguíneos. O excesso de sal no corpo humano provoca o desenvolvimento de aterosclerose, ameaçando assim o sistema vascular.

Não menos vasos sofrem e rins. Com a ingestão excessiva de sal no corpo humano, eles simplesmente não têm tempo para filtrá-lo. Isso leva à formação de cálculos renais e nefrite. Os problemas renais são a causa do edema – fenômeno desagradável do ponto de vista estético.

O excesso de sal contribui para o aparecimento do excesso de peso, pois os alimentos salgados estimulam o apetite. Conseqüentemente, a prontidão para comer cada vez mais alimentos prejudiciais leva à retenção de líquidos no corpo e ao armazenamento de energia não utilizada na forma de gordura nas laterais e no abdômen.

A rejeição total do uso de sal também leva a consequências negativas para o corpo… Por exemplo, a falta de sal leva ao acúmulo de colesterol “ruim” no corpo. A falta de sódio leva à apatia, fadiga, depressão e fraqueza nos músculos. O metabolismo é perturbado tanto pelo excesso quanto pela falta de sal. Portanto, seu uso deve ser devidamente regulamentado. A ingestão diária de sal não deve exceder 1 colher de chá.

Alimentação adequada: ingestão de sal e seus substitutos

Nutrição adequada: consumo de sal e substitutos

Para melhorar o estado de saúde, recomenda-se, antes de tudo, excluir da dieta alimentos nocivos e salgados – batatas fritas, biscoitos, hambúrgueres, linguiças e carnes defumadas. Eles não trazem benefícios para o corpo, mas contribuem para o surgimento de excesso de peso e várias doenças.

Existem vários tipos de sal. Na natureza, o sal-gema é extraído, é ele que não tem cor branca, mas cinza. O sal menos útil é o “extra”, já que numerosos aditivos e alvejantes são usados para prepará-lo. Mas o sal iodado é recomendado para uso por pacientes com doenças da tireoide. O sal marinho também é útil.

Em alguns casos, ao mudar para uma nutrição adequada, você pode substituir o sal por temperos e especiarias mais úteis, por exemplo, cebola picada, gengibre, mostarda. Ajudam a realçar o sabor do produto, mas ao mesmo tempo não causam vontade de comer mais. Além disso, a rejeição do consumo excessivo de sal permite que você se lembre do sabor natural, em vez de aprimorado, do produto – carne, peixe ou vegetais.

Se uma pessoa muda para uma nutrição adequada e procura limitar a ingestão de sal, é necessário comprar carne ou peixe fresco, bem como alimentos de conveniência sem sal. Nozes e milho salgados devem ser evitados. Você pode fazer suas próprias batatas fritas ajustando o teor de sal. Ao cozinhar em casa, você precisa monitorar o teor de sal neles. É altamente indesejável adicionar sal a cada porção do prato, pois isso aumenta seriamente a quantidade de sal no corpo.

As dietas sem sal têm várias contra-indicações e não é recomendável iniciá-las por conta própria. Mas muitas pessoas que desejam se livrar do edema e dos quilos extras não devem exagerar na comida. O caminho para uma alimentação adequada começa com o uso moderado de alimentos saudáveis dentro da dose diária e a rejeição de alimentos “rápidos” prejudiciais ao corpo.


Leia também:
Jantares em família afetam a psique das crianças
Exercicios para quem tem lesão no menisco
Monitoramento de pólen, previsão de 3 a 10 de junho
Como perder a gordura do lado da cintura
Clinica de emagrecimento ravena
Cha verde seca barriga
Pe e tornozelo inchado o que pode ser
Dor no joelho esquerdo parte interna
Como perder barriga na musculação
As principais causas e sintomas do adenoma hipofisário
Exercicios para emagrecer bracos e costas
Sopas para emagrecer funciona
6 maneiras de curar a incontinência urinária
Ano Novo na ciência, Rospotrebnadzor contou como passar as férias sem prejudicar a saúde
Preto e branco na cirurgia plástica
Remedio caseiro bom para dores no joelho
Dor na veia femoral direita
Chá de gengibre com hortelã é bom para emagrecer
Estiramento tornozelo grau 2
Eat me Nova fragrância de Michael Kors